Chalana Turismo

Scroll Scroll
carrinho 0

Vale a pena conhecer Capitólio?

Com inúmeras belezas naturais para apreciar, você também pode aproveitar as paradas da lancha para nadar nas águas cristalinas do lago de Furnas. Além de, conhecer alguns dos pontos turísticos de tirar o fôlego de Capitólio.

Capitólio (MG):

Tem um velho ditado em Minas que diz o seguinte: “se não tem mar, vamos pro bar”. Por isso, as cidades mineiras são famosas por seus botecos e tem até um festival gastronômico só para os apreciadores das iguarias butequeiras.

Mas quem disse que não dá para ter tudo isso em um só lugar?

O “Mar Doce de Minas”, como é conhecida a área alagada da represa hidrelétrica de Furnas, é um dos maiores lagos artificiais do mundo.

Com 1.406,26 Km2 e 3.500 km de perímetro, contornando belas paisagens de mata, com praias artificiais, cachoeiras e paredões rochosos.

 

Dentre as 34 cidades no entorno da barragem, uma se destaca!

É Capitólio, um município com menos de dez mil habitantes que parece ter sido esculpido entre os enormes cânions.

São mais de 20 complexos abertos a visitação com diversas atrações que atendem desde quem procura um passeio romântico até grupos de amigos em busca de aventuras.

Portanto, para ajudar você a organizar, de modo fácil e rápido, todos os detalhes do passeio, montamos um guia que reúne tudo que precisa saber antes de pegar a estrada.

O ideal é ir de carro ou alugar um para percorrer os pontos turísticos que ficam distantes uns dos outros ao longo da rodovia BR-050 entre Capitólio e São João Batista da Glória.

A cidade fica na Região Sudoeste de Minas Gerais, a 283 km de BH. Entretanto, não existem aeroportos próximos à Capitólio, a melhor opção é pegar um voo até Belo Horizonte e alugar um carro ou ir de ônibus.

Todavia, a Viação Gardênia faz a linha BH-Capitólio com ônibus todos os dias ás 7h, 18h30 e 22h. A passagem custa cerca de R$100,00.

Transporte para Capitólio

É possível alugar veículos em Capitólio, inclusive com tração 4×4. Tem unidade da Localiza em Piumhi, a cerca de 25 km e carros disponíveis em agências de turismo de Capitólio.

Do trevo até o centro da cidade são 4km. A rodovia que dá acesso ao município é a BR-050 está em boas condições, mas há trechos com pista simples e cobrança de pedágio.

Para quem preferir o transporte coletivo saindo de São Paulo, a viação União parte do Terminal Rodoviário Tietê e vai direto para Capitólio. Quem sai do Rio de Janeiro tem que ir para Belo Horizonte com disponibilidade de horários pelas viações Cometa ou Útil.

De carro, há três opções de roteiro partindo São Paulo: pela BR-146, sentido Campinas; pela BR-381, sentido Pouso Alegre ou pela BR-050, sentido Jundiaí. Todas as estradas são boas e a viagem dura cerca de seis horas.

Os viajantes que partem do Rio de Janeiro podem sair via Resende, pela BR-354, e encarar oito horas de viagem ou por Teresópolis, sentido Juiz de Fora pela rodovia BR-265.

Nesse sentido a viagem é um pouco mais longa, aproximadamente dez horas e é preciso ter mais cuidado com as condições da via.

Entrando no clima

A região tem clima ameno com ar agradável e fresco pela umidade do ar e altitude. A temperatura média é de 22,5ºC com máximas de 28,5ºC e mínimas de 11,5ºC.

A melhor época do ano para visitar é de abril a outubro, no período de estiagem.

Todavia, nos períodos chuvosos é importante estar atento às possibilidades de trombas d’água, alguns complexos de cachoeiras ficam fechados à visitação nessa época para evitar acidentes com turistas.

A chuva pode ser um problema também pelas condições das estradas, muitas delas são de terra. O ar fresco e a fartura de água dão uma sensação agradável, sobretudo pela possibilidade de observação da natureza que emoldura cada paisagem.

Diversão para todos os gostos

Passeio 4X4, Capitólio. Foto: Descubra Capitólio VIA

A grande vantagem de escolher Capitólio como roteiro turístico é a diversidade de opções de passeios que agradam viajantes de diferentes estilos.

Há hospedagens para todos os gostos (e bolsos) dos mais descolados aos mais exigentes. Assim sendo, o turismo de aventura ou de pura contemplação e deleite podem ser usufruídos intensamente nesse lugar que reúne inúmeras belezas naturais.

A cidadezinha mineira tem menos de dez mil habitantes, mas está longe de ser pacata. A movimentação de turistas é intensa o ano todo. Há diversas agências e guias credenciados para locação de veículos, contratação de passeios e orientação aos visitantes.

São cinco circuitos turísticos no entorno do Lago de Furnas: Caminhos Gerais, Grutas e Mar de Minas, Nascente das Gerais e Vale Verde e Quedas d’Água.

Capitólio possui cânions incríveis com mais de 20 metros de altura da lâmina d´água. Há diversas cachoeiras na região além de grutas, trilhas e paisagens cinematográficas com vegetação típica do cerrado, bem como, a presença de diversos animais protegidos por leis ambientais como o lobo guará e o tamanduá bandeira.

Diversão e aventura em Capitólio (MG)

Prepare a mochila, tire o tênis do armário e organize e as tralhas!

O ecoturismo e os esportes de aventura são o grande barato em Capitólio. O imenso lago formado pela represa de Furnas é perfeito para passeio de jet ski, bem como, a prática de esportes náuticos como wakeboard e stand up paddle, além de salto e mergulho.

Entretanto, os paredões rochosos são os preferidos também pelos praticantes de esportes radicais como escalada e rapel. Há também inúmeras trilhas no meio do cerrado.

Uma delas é a Trilha do Sol que presenteia quem persevera na caminhada com três belíssimas cachoeiras: a No Limite; a Cachoeira do Grito e o Poço Dourado.

Tudo é muito bem sinalizado ao longo dos 1.200 metros sendo indicada para iniciantes e de nível relativamente fácil.

Mountain Bike ou motociclismo

Quem prefere andar sob duas rodas encontra em Capitólio o terreno dos sonhos para o mountain bike e o motociclismo.

Muita estrada de terra acidentada, cânions e paisagens naturais inspiradoras e o recompensador banho nas águas geladas das cachoeiras depois de muita poeira pelo caminho.

Todavia. o Morro do Chapéu é um dos pontos mais altos de Capitólio. São 1.293 metros de altitude percorridos pelos adeptos do montanhismo que se surpreendem com subidas íngremes e uma vista que compensa cada passo do caminho.

Observadores e amantes de pássaros e flores tem a chance de fotografar e contemplar milhares de espécimes num museu natural a céu aberto tendo ao fundo um por do sol refletido nas águas difícil de esquecer.

Entretanto, se o que você quer é descansar, sem esforço de subidas e escaladas, nada melhor para fugir do stress do que um passeio de lancha com paradas estratégicas nos melhores pontos turísticos.

Tudo isso acompanhado de serviço de bar e petiscos e o deslizar tranquilo nas águas da represa. Os passeios variam entre três e sete horas e são muito seguros.

A embarcação conta com barcos de apoio, botes, coletes salva-vidas e uma tripulação experiente. Todavia, o embarque na Chalana é na marina da Ponte do Rio Turvo, que fica no km 306 da MG-050.

Lancha

Pousada do Rio do Turvo

 

Saída de frente ao Restaurante do Turvo – MG-050, Km 306.

Todavia, quem quer um pouco mais de emoção e tem pressa para curtir as outras atrações o ideal é aproveitar o tour de lancha, com paradas a cada 20 minutos para mergulho e fotos.

Há diversas agências que realizam passeios de lancha na região. Veja aqui o contato de algumas delas:

Escuna

Pousada Lagoa Azul

MG-050, Km 311

Praias, cachoeiras e Lagoas em Capitólio (MG)

Pedreira Lagoa Azul, Capitólio. Foto: Alugue Escarpas VIA

Um dos locais preferidos pelos turistas é a Lagoa Azul em referência à paisagem do filme homônimo gravado na década de 80, nas Ilhas Fiji.

São dois níveis de queda d´água, bem como, uma piscina natural de águas límpidas e transparentes ideais para o mergulho. A Cachoeira do Canyon também é parada obrigatória no percurso, sendo uma das maiores da região.

Sim, Minas tem praias, inclusive para quem curte tomar um solzinho do jeito que veio ao mundo. O naturismo também tem seu lugar em Capitólio, para quem quer curtir momentos de paz e tranquilidade.

Algumas das praias e cachoeiras, como a do Canyon, por exemplo, são acessíveis apenas de barco e a ajuda de um guia é importante nessa hora, para desvendar os ambientes mais exclusivos do local.

Na entrada da cidade há uma praia artificial bem bacana para fotos, mas sem estrutura turística como quiosques, restaurantes, o que tem um lado positivo pelo sossego e privacidade.

Nessa hora, vale levar um cooler com água e frutas para curtir o por do sol.

Explorar o ambiente é o segredo para quem quer encontrar os melhores atrativos que se estendem para além de Capitólio.

Todavia, há várias opções nas cidades vizinhas como a entrada principal do Parque Nacional da Serra da Canastra, em São Roque de Minas; as nascentes do Rio São Francisco em Delfinópolis ou o balneário de Escarpas do Lago, onde está situada a maior marina fluvial da América Latina.

E para dormir? Barraca ou resort?

Como está sua vibe? O que está disposto a pagar? Como se sente melhor?

Antes de escolher a hospedagem é importante responder essas perguntas.

São diversas áreas de camping com boa infraestrutura, pousadas aconchegantes, hostels, quartos pelo Airbnb e resorts com piscinas.

Como é grande a procura por vagas em Capitólio, alguns turistas optam por hotéis em cidades da região como Piumhi, São José da Barra, Furnas, Passos e São Roque de Minas, ampliando as possibilidades de escolha por hospedagem.

Para que você faça a melhor escolha, vamos falar um pouco sobre as melhores opções de acordo com o tipo de acomodação.

Serviços em Capitólio (MG)

As atrações ficam distantes do centro da cidade e são acessíveis de carro comum ou 4×4 disponíveis em diversas agências.

A cidade ainda está se adaptando ao turismo, por isso ainda há poucas agências bancárias e muitos serviços e ingressos são pagos apenas com dinheiro.

O sinal de wifi é limitado ou inexistente em muitos pontos o que é bom em alguns momentos para desplugar da tecnologia e curtir o visual.

Os principais serviços como correio, agências de viagem, casas lotéricas (em que é possível sacar dinheiro), restaurantes, bem como, contratação de guias e locadoras de veículos ficam próximos da praça e nos arredores Rua Dr. Avelino, no Centro de Capitólio.

Para saborear!

A região da Canastra deu nome a uma especialidade de queijo típica dessa porção do estado e consumida no estado inteiro.

O queijo canastra é só uma das várias iguarias imperdíveis entre o café da manhã e a sobremesa. São biscoitos, roscas, pães, geleias, manteigas, bolos, doces em compota e a inigualável culinária mineira.

Em Capitólio há muitos pratos à base de peixe, sobretudo, a tilápia e a traíra, muito consumidas na região e preparadas de diversas maneiras: frita, empanada, ao forno e até como churrasco!

Parque Nacional da Serra da Canastra

Serra da Canastra, Capitólio. Foto: Serra da Canastra VIA

O complexo turístico faz parte do Parque Nacional da Serra da Canastra, criado pelo decreto nº 70.355, de 3 de abril de 1972.

A área de preservação tem uma área total de 200.000ha (duzentos mil hectares), assim sendo, abrange os municípios de Capitólio, São João Batista do Glória, Delfinópolis, Sacramento, São Roque de Minas e Vargem Bonita.

O Parque possui variada beleza cênica com grandes paredões de rocha e várias cachoeiras, dentre elas a famosa Cachoeira da Casca D’anta, formada pelo Rio São Francisco, com 186 metros de altura. Aliás, a nascente histórica do rio é um dos pontos mais visitados pelos turistas.

Entretanto, o parque é todo sinalizado com indicação dos pontos de visitação acessíveis de carro, informações úteis, advertências e recomendações.

A entrada principal e a sede administrativa do Parque ficam na Av. Presidente Tancredo Neves, 498, em São Roque de Minas, nas coordenadas: Lat. -15.172464° e Long. -44.191932°.

O local é aberto à visitação diariamente, das 08 às 18 horas, mas a entrada nos atrativos é permitida até as 16 horas, exceto se o visitante estiver acompanhado de condutores credenciados que tem acesso ao local as 5:00 e 21:00 horas. 

O parque divide as bacias dos rios São Francisco e Paraná ajudando na formação dos rios Grande e Paranaíba que se ligam ao rio Araguari, cuja nascente fica dentro do parque.

O que fazer e não fazer na Serra da Canastra

A área da unidade de conservação é bem acidentada com altitudes que chegam a 1.500 metros. Alguns locais são acessíveis apenas por veículos com tração 4×4, sobretudo na época de chuvas, sendo comum a ocorrência de tempestades repentinas que podem pegar o turista mais desavisado desprevenido.

A Serra da Canastra abriga dois sítios arqueológicos com pinturas rupestres e outros elementos ainda não catalogados e devidamente estudados.

Por isso há um grande cuidado por parte da administração do local para que nada seja removido ou alterado, preservando as características do local.

Quem desrespeitar as normas locais pode ser multado e até convidado a se retirar da unidade.

Portanto, antes de partir para a aventura pela Serra da Canastra é importante seguir algumas dicas do ICMBIO que listamos a seguir:

  • Informe-se sobre as distâncias e grau de dificuldade das trilhas.
  • Observe as condições climáticas do dia da sua visita.
  • Percorra as trilhas com calçados fechados, reforçados e confortáveis. Chinelos, sandálias e saltos não são recomendados para caminhadas em trilhas.
  • Leve sempre protetor solar, chapéu, repelente, capa de chuva, água e um lanche.
  • Beba muita água: a desidratação é uma causa comum de mal estar nas trilhas.
  • Obedeça as normas do Parque Nacional mantendo-se nas trilhas sinalizadas.
  • Atividades em ambientes naturais apresentam riscos, como: presença de animais peçonhentos e exóticos, risco de perder-se, machucar-se, afogar-se, entre outros.
  • Esteja preparado para as adversidades em caso de acidentes ou incidentes.
  • O Parque não possui serviço de resgate. Não se arrisque!

Eventos e festas em Capitólio (MG)

Cidade Capitólio. Foto: Capitólio VIA

Ao longo de todo ano há diversos eventos em Capitólio e região!

São competições esportivas, feiras gastronômicas e eventos de ecoturismo que atraem gente de diversos lugares do Brasil e do mundo.

Todavia, os eventos de motocross, trekking e ciclísticos são comuns o ano todo. Além deles, há as datas comemorativas do município.

Listamos os principais deles para você acompanhar e se programar:

Quinta cultural

Uma vez por mês, ao longo do ano todo, a prefeitura promove a quinta cultural com apresentações musicais e feirinha para os visitantes.

Festa de São Sebastião

Entre os dias 17 e 20 de janeiro tem a Festa de São Sebastião, padroeiro da cidade. É a típica quermesse mineira com comidas típicas e shows na praça.

Carnapitólio

Fevereiro/Março vem com o Carnaval, que é uma delícia no interior de Minas. O feriado atrai gente bonita, muita movimentação de lanchas e carros off-road e atrações imperdíveis. Todavia, o Carnapitólio já é famoso na região e as reservas devem ser feitas com antecedência nessa época.

Caminhada ecológica

Em maio tem dois dias de caminhada ecológica, a data varia de um ano para o outro por isso é importante olhar a programação no site da prefeitura.

Festa Junina

Festa junina em Minas com barraquinha e muitas delícias é bão dimais da conta sô. Assim sendo, dia 30 de junho tem o Arraiá dos Franciscos, que também ocorrem nos dias 12 e 13 de julho.

Evento de automóveis antigos

Para os apaixonados por Fuscas tem encontro marcado, na primeira semana de julho, quando todos eles partem para Capitólio.

O lugar é o point dos amantes de veículos, portanto, recebe um evento de automóveis antigos no dia 20 de julho.

Festival de Inverno

O Festival de Inverno é outro momento esperado o ano todo. Sobretudo pelas atividades de promoção da gastronomia mineira. Música e atividades culturais também estão no cardápio.

Festival gastronômico “Sabores do Peixe” e mês do folclore

Agosto é época de pescaria e de festival gastronômico “Sabores do Peixe”, quando são oferecidos os mais diversos pratos com os pescados frescos da região que é repleta dos rios mais importantes de Minas Gerais, entre eles, o São Francisco.

O mês do folclore também tem uma festa típica das tradições culturais populares da Serra da Canastra.

Aniversário de de Capitólio

Fechando o calendário, uma grande festa celebra o aniversário de Capitólio, que faz 71 anos no dia 27 de dezembro de 2019.

Réveillon, o evento mais esperado

Entretanto, o evento mais esperado do ano é o réveillon, celebrado nos resorts, restaurantes, marinas e festas em alto estilo.

Além da festa, um bom banho de cachoeira é a melhor maneira de espantar as más energias do ano que passou, bem como, começar com pé direito em um lugar mágico com muita diversão e a energia de cânions, pedras e segredos que você só vai descobrir quando conhecer esse paraíso!

Formas de Pagamento
Certificados

© 2019 - Loja da Chalana

Chame no WhatsApp

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, desempenho e recomendar conteúdos de seu interesse. Ao continuar, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Continuar